jump to navigation

Stress elevado e má alimentação podem provocar úlceras 9 de Maio de 2010

Posted by Geraldo Neto in Dicas, Mitos e Verdades, Qualidade de Vida, Sinais e Sintomas, Stress.
trackback

Úlcera e gastrite são queixas comuns entre pes-soas que não costumam de alimentar corretamente, fumam e ingerem bebidas alcoólica com freqüência, além de viver em estresse constante. É preciso, porém, diferenciar o problema e saber exatamente do que se trata antes de tomar alguma atitude em relação a situação.

Um dos sintomas da úlcera é dor epigástrica (na parte superior do abdome), que normalmente se chama “dor de fome”. O médico gastroenterologista Antonio Carlos Hepp explica que o paciente relata que quando está com o estômago vazio sente essa dor, e quando come, a dor diminui.

“Ele sente como se fosse um vazio e uma queimação”, comenta. Conforme ele, isso diferencia da gastrite. “Os pacientes com gastrite relatam que a dor na parte superior do abdome piora quando comem”, afirma. A gastrite causa ainda má digestão e estufamento.

Para ter certeza do problema de cada paciente, é preciso fazer um exame chamado endoscopia digestiva alta. É um exame fácil, feito no consultório. “O endoscópio é colocado pelo esôfago até o estômago e o duodeno. Assim, podemos ver se tem alguma úlcera, que é como uma ferida nas paredes internas desses órgãos”, explica Hepp.

A maioria das úlceras estão localizadas no duodeno, que á a saída do estômago. Para saber se a úlcera é maligna ou benigna, durante a endoscopia é recolhido material para biópsia. Se são benignas, é feito o tratamento com medicamentos e ela fica curada.

Se a ferida for mais grave, e houver mais dificuldade de cicatrizar com medicamento, pode acontecer de precisar ser operada. “A úlcera gástrica é a que mais nos preocupa, pois pode vir a se tornar uma doença maligna, um câncer gás-trico”, afirma o médico.

A endoscopia foi o grande avanço para tratamento das úlceras. “Há 20 anos, se operava pelos menos uma ou duas úlceras por semana. Hoje é uma ou duas por ano”, conta o médico. Segundo ele, logo nos primeiros sintomas as pessoas estão procurando o médico, fazendo os exames e tratando com diagnóstico correto. “Hoje existem bons medicamentos que cicatrizam a úlcera, então a maioria não precisa mais ser operada”.

A principal causa da úlcera é uma bactéria, chamada Helicobacter pylori. “Muita gente tem ela no estômago, e em algumas pessoas ela pode se tornar maligna”, diz o médico. A segunda maior causa são os fatores de tendência familiar.

“Quem fuma, bebe álcool e alguns determinados medi-camento pode desenvolver úlceras com mais facilidade”, alerta o especialista. O es-tresse causa mais gastrite do que úlceras. Porém, como o aumento de estresse pode baixar a imunidade, ele facilita a ação da bactéria.

Não fumar. Tomar bebida alcoólica moderadamente. Evitar sempre que possível as medicações que podem ser ulcerosas. Ou, no caso de precisar tomar, e ter tendência a úlceras, já tomar um medicamento que previna o aparecimento da ferida. Controlar o estresse e a tensão do dia- a-dia. Esses são alguns dos cuidados para evitar úlceras e ter uma vida mais saudável.

Nanachara C. Sperb

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: